Atenção esse post pode conter Spoilers sobre o filme Drive.

Drive é um filme que futuramente será considerado um clássico dos cinemas, dirigido por Nicolas Winding Refn, que tem uma filmografia pequena mas de grande destaque. Neste filme ele não só se mostra competente mas como cria um atmosfera única e completamente subjetiva.

O filme conta a história de um motorista que durante o dia trabalha como mecânico e dublê em filmes, e a noite ele dirige para criminosos. Ele acaba se envolvendo com sua vizinha Irene (Carey Mulligan), que é casada e tem um filho com Standard (Oscar Isaac), que ao sair da cadeia tem uma divida a pagar, divida essa que coloca a família de Irene em risco, cabendo ao “Driver” ajudar.

O filme em si está repleto de linguagem visual, e merece uma analise por completo, algo que não farei aqui, mas observarei alguns pontos importantes da trama.

Começamos com a apresentação do personagem interpretado por Ryan Gosling, que não tem nome, apenas chamado de garoto durante o filme, o qual chamarei aqui de “Driver”.

Na primeira cena que somos apresentados ao protagonista, ele está ao telefone atendendo um criminoso que está contratando seus serviços. Já de inicio conhecemos a personalidade do garoto.

Neste plano a fotografia é bem escura, e o “Driver” está em frente a janela olhando a cidade, e o destaque que a iluminação do abajur dá, é o escorpião estampado na jaqueta dele, mostrando que ele é um homem perigoso, mesmo sendo sereno.

Drive11.fw

Um sequência interessante é quando “Driver” vai até o apartamento de Irene, e de certa forma é o momento em que eles se conhecem.

O plano abaixo mostra uma parede com azulejos vermelhos, mostrando que aquela família está em perigo e que estão presos de certa forma a uma divida que o pai, Standard arranjou na cadeia. O enquadramento usado por Nicolas aqui é sensacional, pois ele coloca Irene a esquerda, e o reflexo do “Driver” no espelho acima de uma foto pequena com Standard e seu filho, vemos que a partir daquele momento a família está protegida pelo “Driver”.

Drive.fw

Quando vemos o “Driver” vemos um fundo azul, vemos que ele está em completa tranquilidade, mas ao se aproximar de Irene ele estará em perigo.

Drive01.fw

A cena acima segue na casa e novamente a mesma ideia é reforçada, Irene é colocada no fundo vermelho e o “Driver” novamente ao fundo azul. Atente-se a porta atrás dele, ele pode evitar aquilo, ele pode evitar o perigo, basta ele sair pela porta.

Drive02.fw

Drive03.fw

Aqui nesta sequência eles conversam no corredor, novamente uma saída é mostrada, e agora em destaque, ele teve a chance de não se envolver com Irene, mas sabemos que isso não aconteceu e ele se aproximou mais ainda dela.

Drive06.fw

Drive07.fw

As cenas que antecedem esse plano mostram Standard sendo cobrado por suas dívidas na prisão, ele é espancado e seu filho presenciou tudo. Neste plano “Driver” está na sombra, como no primeiro plano, e o pequeno Benício iluminado, vemos a inocência da criança naquela situação e o “Driver” se transformando em um homem perigoso que ao mesmo tempo vai tentar proteger o pequenino.

Drive08.fw

Neste plano o destaque fica para o figurino de Irene, que usa uma roupa em tom roxo, ela está de luto, ou melhor vai ficar de luto, pois nesta cena é seu último momento com seu marido, antes dele ser morto durante um assalto.

Drive10.fw

Aqui Standard já está morto, e várias reviravoltas acontecem no filme, “Driver” começa a procurar vingança. O plano mostra ele em um corredor com uma porta vermelha, ele não tem mais saída, ele já está envolvido demais e tem de lutar contra o que estiver por vir.

Drive12.fw

Nesse plano “Driver” liga para Nino (Ron Perlman) e o ameaça, e vemos um contra-plongée que deixa “Driver” extremamente ameaçador.

Drive13.fw

Já nas duas imagens de baixo vemos ele dirigindo antes de completar sua vingança, ele parece confuso e desorientado, ao parar em um semáforo a luz vermelha reflete em seu rosto. Novamente o vermelho demonstra o perigo que ele está indo de encontro.

Drive14.fw

Drive15.fw

E por fim, o último plano que vemos Irene, nesta cena ela vai até a porta do apartamento de “Driver” e percebe que ele se foi, então ela segue o seu caminho, veja a saída ao fundo (o caminho dele) e ela indo em direção oposta, ambos agora estão distantes e terão de seguir por caminhos diferentes.

Drive17.fw

Aqui destaco a excelente atuação de Carey Mulligan, ao dar uma rápida olhada para trás antes de sair de cena, esse momento humaniza mais ainda a personagem e mostra o quanto o “Driver” foi importante para ela.

Drive16.fw

Driver é um filme sensacional, e tem muito mais linguagem do que eu mostrei neste post, mostrando que a linguagem visual influência de maneira incrível a narrativa de um filme.

“Tudo que esta presente em uma cena de certa forma tem uma função, seja ela apenas ilustrar algo ou transmitir uma mensagem sobre o enredo e os personagens, e tudo isso vai de interpretação pessoal de cada um.”